bio

Dani Jales - blog

sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

Monólogo


Sou Nômade.
Quero fazer mestrado na França.
Sou orgulhosamente Geek.
Concursada.

Tenho medo do escuro.
Tenho dificuldade em dizer não.
O GOOGLE mudou minha vida!

Gente me cansa.
Cozinho muito bem, mas tenho preguiça.
Odeio beterraba.

Sou lenta pra gozar.
Não sou pontual.
Detesto esperar.

Torro pequenas fortunas em restaurantes.
Detesto gente sem humor.
Detesto gente feliz demais.

Nunca dou esmolas.
Estou sempre metida em alguma confusão.
Não sei pedir desculpas.
Não sei agradecer.

Compro discos pela capa.

Adoro bichos.
Odeio crianças.

Adoro dançar.
Adoro escrever.
Adoro ler.
A literatura me fascina.

Gosto de lavar o rosto.
Sempre lavo as mãos antes de comer.

Detesto ficar sozinha.
Torço pelo Corinthians.

Detesto café.
Adoro ar condicionado.
Odeio ficar suada.

Não vivo sem internet.
Deus abençoe a tv a cabo.

Não sei tocar violão.
Queria saber tocar violão.

Tenho olhos lindos.
Tenho tesão por situações perigosas.
Nunca tive espinhas.

Eu não gosto do bom gosto.
Nunca tomo remédio pra dor de cabeça.

Nunca soube o que fazer com as mãos na presença das pessoas.
Eu mudo muito.

Não vivo sem Smirnof Ice.
Bebo muito Energético.
Tenho tara por sorvete.

Tudo pra mim tem conotação sexual.
Adoro sacanagem.
Sexo combina com sorvete.

Durmo muito.
Troco o dia pela noite.
Sou muito desregrada.

Tenho um coração bandido.
Sou carinhosa.
Sou grudenta.

Adoro fazer amigos.
Detesto gente que mitifica.
Não gosto de mistério.

Adoro preto.
Não fumo.
Mentira. Até fumo, mas raramente.

Não tenho superstição alguma.
Acredito em Deus.
Deus é MARA!

Acredito no amor.
Nunca quis ter filhos, até conhecer Lara.

Adoro rir.
Sou fascinada por diversão.
Amo cinema.

Sou perdida por gente doida.
Gente exótica me atrái.
É bom ser excêntrico.

Corro atrás de meus sonhos.
Sou bastante indisciplinada.

Quero muito conhecer o Egito.

Detesto gente deslumbrada.
Adio decisões muito importantes.

Calço 38.
Não durmo com travesseiro.
Cheiro a Gabriela Sabatini.

Meu relógio é no pulso direito.
No carnaval carioca, sou Mocidade.

Sou independente.
Sou aquariana.
Amo ser de aquário.

Acredito em signos.
Sempre leio horóscopo.

Podemos formar um grupo, desde que eu seja a lider.

Eu sempre digo sim.
Eu durmo no avião, durmo em qualquer lugar.

Sou generosa em demasia.
A favor do aborto e da pena de morte.

Sou louca por orquídeas.
Estou sempre me apaixonando.

Eu não gosto de me ver no vídeo.
Ainda terei um Crossfox preto.

Cometo barbaridades por amor.

"Os Normais" mudou a minha vida.

Não ligo pra etiqueta.
Sou religiosamente fã do Kid Abelha.

Viciada em Downloads.

Choro com novelas.
Moro sozinha com meu cachorro.
Meu Yorkshire se chama Dimitri Fifi Segundo.

Sonho em ter alguém para me acompanhar ao cinema.
Sonho em ter alguém intelectualmente compatível.

Adoro bichos de pelúcia.
Tenho a sensação de sempre ter tido tudo que quis.

Não vivo sem meu celular.
Não vivo sem meu computador.
Checo e-mails mais de 4 vezes ao dia.

Subestimo as pessoas.
Estou sempre certa.
Dificilmente alguém e vence em uma argumentação.

Sou arrogante.
Sou prepotente.

Não sou invejosa.
Adoro fazer compras.
Acredito que a felicidade está a venda no Shopping Center.

Não faço sexo sem amor.
Transo menos do que gostaria.
Não sou boa de cama.

Estou feliz.
Minha alegria é melancólica.

Amo viajar.
Amo tirar fotos.
Sou eclética.
Sou etílica.
Sou DJ.

Estou na fase MPB.
Sou especialista em generalidades.

Adoro beijar.
Carinho pra mim é tudo.
Meu umbigo é meu ponto G.

Sou moderna.
Sou conservadora.
Sou romântica.
Sei me expressar.

O supérfluo é necessário.
Sou sonhadora.
Sou confiável, mas nem sempre.
Sou amiga 24hs.

Tenho uma musica pra cada momento.
Musica é terapia.

Eu custo muito caro.
Sou uma profunda conhecedora de todas as coisas.

"Feito cães e gatos" é o filme da minha vida.
Adoro mulheres más.
Gosto de ser cruel.

Tenho poucos amigos.
Preciso aprender a falar menos.

Minha alma é carioca.

quarta-feira, 14 de julho de 2010

tudo novo.. de novo!

Pois é, deletei tudo.
Por quê?

Bom, porque nada daquilo me interessa mais.